#GreveGeralUberlândia


As duas principais empresas de ônibus urbano de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, tiveram suas portas fechadas por manifestantes de diversos movimentos sociais nessa manhã. Acompanhadas de forte aparato policial, as manifestações pacíficas conseguiram bloquear a saída de ônibus da Viação Sorriso de Minas entre 4:00 e 6:00 da manhã. No final, o próprio Tenente Mota, que coordenava as ações da PM, participou de uma oração coletiva já que, com a boa negociação entre as partes, não houve “necessidade” de uso da força. Na Autotrans, com duas carcaças de carros impedindo o tráfego, o bloqueio permaneceu firme até as 7:00 horas. Entre as entidades representadas nas manifestações, com cerca de 80 manifestantes na primeira garagem e 100 na segunda, estavam MTST, MSLT, CUT, Levante Popular da Juventude, SINTET UFU, ADUFU, MTL, SINTRAF, SECUA, STIAU, SINTTEL e Coletivo Jurídico Ismene Mendes. A partir das 10:00 os funcionários públicos municipais participam de ato em frente à prefeitura (que congelou os salários e ainda não pagou o mês de dezembro) e às 16:00 está marcada a concentração para o principal ato do dia, que já conta com mais de 1.400 pessoas confirmadas no evento do Facebook (https://www.facebook.com/events/416644295379162/). A manifestação da tarde, no centro da cidade, promete ser uma das maiores já realizadas em Uberlândia.

Posts em Destaque
Posts Recentes